Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

domingo, 5 de dezembro de 2010

TRISTEZA

TRISTEZA


Pedaços de água no olhar...
De sonhos desfeitos em nada
Cabelos em desalinho
Onde brilham em torvelinho,
Pérolas de pranto ao luar....

Olhos tristes de quem sofreu
Na vida, tormentos mil
Silêncios a quem doeu,
Um amor que já morreu,
Ainda por começar...

Embalada nos braços fortes
De uma recordação,
Vai tropeçando em pedaços
Vazios de um coração...

Sonha, menina triste,
Limpa as lágrimas, sorri
Também eu vivi morrendo
    E morri, vivendo em ti..
  
MARIA CÉLIA SILVA

2 comentários:

  1. Lindo poema amiga...
    Apesar de triste...

    Uma linda semana para ti.
    Felicidades mil...
    Bjos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jhacy!

    Que poema mais lindo e mais triste, amiga!

    "Um amor que já morreu,
    Ainda por começar..."

    Acho que todas já sentimos isto na vida...e é muito sofrido, linda!

    beijoca carinhosa,

    neli

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com