Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Oi! Venha cá, me dê um abraço!
não quero um abraço comum
quero um daqueles que falam
com a gente
que falam por si só.

Não precisa me dizer nada,
nem uma palavra
apenas fique comigo assim...
As batidas de nossos corações
se misturam
me dirá tudo que preciso ouvir.

Me dirá que não preciso ter medos
que você é metade de mim
que somos feitos um para o outro.
Aperte-me, ao senti-la saberei

que levará todos medos meus.
Um abraço como o nosso,
não precisa de palavras
dirá tudo por nós!
Como queria teu abraço, hoje, e nada, nada mais...

3 comentários:

  1. "Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata..."

    Carlos Drummond de Andrade

    beijinhos das conchinhas...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, seu blog está lindo!
    Adoro passear por aqui!...
    Sempre grata e honrada com sua visita.
    Seja sempre bem vinda!
    Estou te seguindo com carinho.

    Abraços!...

    ResponderExcluir
  3. Jhacy!

    Doçura de poema!

    Nada é mais gostoso que um abraço,não são necessárias palavras...


    Um beijo e meu carinho!

    Sonia Regina.

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com