Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Suave e intenso, pernicioso,
invadindo, se apoderando,
tão problemático, perigoso,
fica perto, testando, tentando...

Se resisto, sinto falta,
me entregando perco a fala,
o sentimento que ressalta
o perfume que exala...

Das minhas loucuras
és o culpado,
das minhas rasuras,
meu doce pecado.

Principe e boêmio,
amante, homem e sonhador,
tantas faces e um só prêmio...
O coração deste senhor.
 
Paulo Roberto do blog: http://pauloodiferente.blogspot.com/

3 comentários:

  1. Jhacy!

    O homem perfeito e irresistível!

    Muito lindo!

    Um beijo!

    Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei
    Mto bem expressado
    Belas palavras, contagiante!
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jhacy!

    Saudades de você!

    Como sempre habituou seus leitores, mais uma bela poesia exaltando o amor e a felicidade, sem apresentar o pecado como original, mas belo e "delinquente"!

    Um beijinho do

    Renato

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com