Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Vem


Vem,me aquece e vai embora
mas não me deixas só:
o calor do teu brilho
me fará companhia
aonde quer que eu vá.

Vem,me chama,diz meu nome
daquele jeitinho doce
que só tu sabes chamar
e a música soará por muitos dias
e me embalará.

Vem,me faz um afago
ternamente e a maciez
do teu toque vai perdurar
e me dará a certeza
de que sou para alguém.

Faz tudo bem depressa
enquanto o tempo existe,
enquanto a chama arde
sem muito iluminar.

Vem,traz luz pro meu caminho
me guia,traz contigo
a brisa da manhã.

Mostra-me o que seria
minha vida se tivesse
enxergado as belezas
que a mim quisestes mostrar.

Vem,uma vez mais,
mesmo que derradeira,
pois sei que verdadeira,
pois sei que trarás paz!


Sonia Regina/1992
Extraido do Blog: Eu vou gritar pra todo mundo ouvir, da minha amiga de Sônia Regina

4 comentários:

  1. Olá, Jacy!

    Parabéns pela bela escolha que fêz, publicando este poema da Sónia!

    Você tem bom gosto, por isso escolhe coisas boas como diria La Palisse!

    Beijinho,

    Renato

    ResponderExcluir
  2. Que orgulho ver um trabalho nascido lá de nosso interior publicado em um blog de tão bom gosto como o Senhora da Lua!

    Obrigada de coração!

    Um beijo!

    Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo poema da Sonia Regina...

    Bom gosto o seu...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Jhacy,

    Lindo demais da conta!

    Parabéns à Soninha pela criação!

    Parabéns à você pela escolha!

    beijinhos,

    Neli

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com