Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

domingo, 11 de outubro de 2009

Saudades


Quando sentires a saudade retroar
Fecha os teus olhos e verás o meu sorriso.
E ternamente te direi a sussurrar:
O nosso amor a cada instante está mais vivo!

Quem sabe ainda vibrará em teus ouvidos
Uma voz macia a recitar muitos poemas...
E a te expressar que este amor em nós ungido
Suportará toda distância sem problemas...

Quiçá, teus lábios sentirão um beijo leve -
Como uma pluma a flutuar por sobre a neve,
Como uma gota de orvalho indo ao chão.

Lembrar-te-ás toda a ternura que expressamos,
Sempre que juntos, a emoção que partilhamos...
Nem a distância apaga a chama da paixão.

Guimarães Rosa

4 comentários:

  1. Lindo poema Amiga!

    Feliz dia da Criança!
    Bjos mil..

    Meu novo Blog: http://simplesmente-chris.blogspot.com/
    Te quero por lá!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Jhacy!

    Que lindo poema do nosso Guimarães Rosa!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá, Jhacy!

    Muito belo este poema! Você sabe escolher os melhores!

    Beijinho,

    Renato

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema de Guimarães Rosa.

    Ah...saudades!!!

    Ótima tarde pra vc.

    beijooo.

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com