Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Nosso Trato


“Nosso trato” - Soneto

Fixamos um trato, meu coração e eu...
Não nos lambuzarmos em “palavras de mel”
Que naufragam os sonhos, em pleno apogeu
Num mar de ilações, onde o doce vira fel

Não pulsar desesperado por um querer incerto
Nem nas grades do desejo deixar-se arrebatar
Conhecer seus limites, ir no âmago do afeto
Desse elixir suave nunca mais se embebedar

Não se deixar levar nas asas de todo vento
Pois nadar nas ondas da loucura é tormento
E por mais que lhe custe, ver da razão o viés

Não respirar emoções, cujo ar não lhe furta
Pois sentimento qualquer, é feito coberta curta
“Quando a cabeça aquece, congela-nos os pés...”

Glória Salles

3 comentários:

  1. Passando pra te desejar um excelente carnaval.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Vim retribuir sua visitinha, gostei e voltarei mais vezes...
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi,Jhacy!Lindo poema!Para se viver um amor é preciso calma e serenidade e refiro-me a todos os tipos de amor...

    Bela escolha!Um beijo!Sonia Regina.

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com