Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

quinta-feira, 2 de julho de 2009

O teu silêncio


Passa o tempo
e o teu silêncio
abraçado à dor,
por um amor
sonhado,
desejado
e vivido na sombra
das nossas almas!

Amor
que a Lua sorri
em noites de luar!

Luar
que aumenta a paixão
o desejo
a libertação
de um amor,
que será eterno,
Aqui e Além!

José Manuel Brazão

3 comentários:

  1. Com certeza,amores vividos na sombra jamais são esquecidos!!!

    Muito bonito o poema!!!

    Um beijo!!!Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  2. Oi Jhacy!!!
    Passando para fazer uma visitinha e apreciar seus poemas.
    Beijinhos, amiga.
    Angela

    ResponderExcluir
  3. Olá Jhacy!

    Muito lindo este poema!

    Então a foto com a lua a intrometer-se, está divina!

    O luar é belo para sonhar!

    Beijo,

    Renato

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com