Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Quando a saudade chegar...


Quando a saudade chegar...

A saudade vai chegar...
E com ela as lembranças
Nossas,
De todos os momentos
Juntos...

Trará a força da emoção
Dos risos que soltamos,
Das vezes que brigamos
E depois nos calamos
Para não haver mágoas...

Sentiremos falta das
Expectativas que nos
Tomava em ansiedade
A cada encontro...
Corações quase
Explodindo no peito...

Irá doer a ausência quando
A alegria se esconder feito
Sol em nuvens escuras...
Irá chover no meu e no
Teu olhar...

A saudade vai chegar...
E me alimentarei dela
Para em tempo nenhum
Esquecer que deixei
Minha vida na tua!...

(© Cida Luz)

4 comentários:

  1. Se o dono desta saudade lesse este poema ela deixaria de existir!!!

    Lindo poema!!!

    Beijos!!!Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Jhacy!

    Que belo poema saudoso!

    Quando a saudade chegar, teremos que ter força para a "combater"!

    Beijinho,

    Renato

    ResponderExcluir
  3. Sônia querida, acho que se o dono desta saudade lesse este poema, viria correndo pra mim...beijos.

    ResponderExcluir
  4. Renato, gosto muito de suas visitas e comentários, sinto sua falta quando não aparece. Obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com