Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma. E não é só o último segredo que revelo: há muitos segredinhos primários que eu deixo que se mantenham em enigma... (Clarice Lispector)

"São pelos pequenos momentos ...Que a gente quase morre ...Que intensamente vive ...Que longamente espera..."

domingo, 21 de setembro de 2008


E então, quisera me transformar em vento.

E, se assim fosse, chegaria agora como brisa...

Brisa fresca, e, tocaria leve na sua janela...

E, se você me escutar e me permitir entrar,

Em você vou me enroscar quase sem te tocar.

Vou roçar nos seus cabelos,

Soprar mansinho no seu ouvido,

Beijar sua face macia,

Te embalarei no meu carinho...

Mas, eu não sou o vento...

Agora, sou só pensamento...

E, estou pensando em você...

E, se abrir a sua janela agora,

Eu estou chegando aí...

nesse momento...

Em pensamento...

No vento!


texto: desconheço autoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá amigos,
Sua visita e comentários me deixam imensamente feliz!!!
Obrigada!!!!


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com